sexta-feira, 20 de junho de 2014

Família vende marca Fasano.


A marca Fasano mudou de mãos. Saem de cena os membros da família que levaram o seu sobrenome à rede de hotéis voltada ao público de alta renda.

Do clã, ficou apenas Rogério Fasano, que se juntou ao novo sócio, a JHFS Participações, empresa do setor imobiliário que já controla os hotéis do grupo e agora será um dos titulares de uma das marcas brasileiras de luxo mais conhecidas no exterior.

O negócio, informado nesta quinta-feira à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), inclui ainda todos os 13 restaurantes da família Fasano, entre eles o famoso Gero.

Ao todo, a transação envolveu R$ 53 milhões.

A JHFS, que tem capital aberto na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), informou que a compra dos direitos da marca Fasano vai permitir que o Hotel Fasano — uma sociedade entre a empresa JHFS e o restaurateur Rogério Fasano — possa explorar o nome “em qualquer atividade econômica".

Segundo a empresa, o valor da transação é de cerca de 5,5 vezes a geração de caixa operacional, medida pelo EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), dos restaurantes no ano passado. “A integração das operações de alimentos & bebidas às dos hotéis Fasano possibilitará ganhos de sinergia e a exploração da marca em outros segmentos do alto luxo — agora em um único universo", ressaltou a companhia em comunicado.

Leia a íntegra da matéria em http://oglobo.globo.com/economia/jhsf-compra-fasano-por-53-milhoes-12933948

COMENTÁRIO

A troca de mãos é fenômeno corriqueiro no mundo das marcas. É muito mais barato comprar uma marca pronta, consagrada do que construir uma. Ou não?

Em tempos que passam a exigir contabilização dos valores atribuídos a marcas, a troca de mãos é momento crucial - uma vez que, na operação, o valor pago pela marca serve de base para o lançamento contábil do ativo no balanço financeiro do comprador e novo proprietário do bem intangível.

Mas a notícia refere-se a aquisição de restaurantes e hotéis. Quanto se pode atribuir à marca no valor declarado da operação? Como dar valor "inicial" a uma marca?

Sabemos o "final" de uma parte da história exitosa da marca Fasano. Tanto que atraiu a atenção do grupo JHFS - cujos negócios são conhecidos pelo fator comum premium.

Especulações acerca da história futura da marca Fasano? Cartas para a redação.
>